Confia?

Já perceberam o quanto precisamos dos que nos rodeiam algumas vezes?
Durante muito tempo me senti muito seguro sobre o controle de algumas ações e, principalmente, um fácil domínio emocional diante de desafios. Claro que vez ou outra acordo indisposto para muita coisa e, ora tento mudar o ânimo, ora deixo como está.
Continuar lendo Confia?

Anúncios

O salmão.

Entre amigos, numa conversa sobre o comportamento comum das pessoas, falávamos do quanto elas costumam passar as informações que menos acrescentam em algo para o próximo. Claro que não devemos ser como robôs e compartilharmos apenas os mesmos tipos de ideias e informações, só que me incomoda bastante, tantas bobeiras e baboseiras, qual eu mesmo tenho também, difundirem muito mais do que certas coisas mais importantes, algo que realmente acrescente na vida das pessoas. Mas tudo bem, como sempre falo com uma grande amiga, essas coisas dependem do ponto de vista e este é só o meu. Continuar lendo O salmão.

(in)certeza.

Exatamente porque é certo que me engano, decidi compartilhar toda essa minha (in)certeza.
Engraçado é que há muito tempo penso nesta partilha e só agora, que me sinto fora do eixo (do meu próprio), resolvi por em prática.
É que os pensamentos são assim mesmo, vivem aleatoriamente (in)fluenciando as minhas ações. E mesmo me parecendo arrogância escrever sobre como funciona a vida e até o que pensamos, entendi que ninguém melhor do que eu mesmo para explicar o que sinto. Afinal, entre bom senso e senso comum, a diferença é que em um você acata enquanto no outro você prova para mais ninguém além de si.

Leonardo Santangelo