Incógnitas.

Os nomes não convém. Apesar de uma contradição enorme sobre isso.

“O adulto criativo é a criança que permaneceu”

Eu não sei de quem é a citação acima, mas define uma visão extraordinária pra mim. E elevando o grau de interpretação sobre a frase, vamos um tanto além da criatividade!

Esse texto é confuso, conturbado e misturado. Não surgiu espontaneamente sobre um determinado assunto. Mas não se assuste, nem se afaste, ele surgiu do desejo!

Um desejo simples de querer transmitir/transferir/traduzir/sentir/ser/pertencer/abraçar/doar/amar/progredir/sorrir/brincar/pular/recuperar/avançar/seguir/estar/servir/chorar/olhar/beijar/tocar/… Um desejo simples de eternizar!

Como bem sabem, sou um apaixonado nato. Não escondo e não finjo sobre isso.
Difícil não desejar todas aquelas barras do trecho acima num sentimento só.

Eu acredito na força do conjunto, e acredito que o conjunto precise de cada peça exclusiva, e é assim que me sinto vagando por aí, um pequeno fragmento do conjunto, apaixonado pelo mesmo!

É ridículo de tão bonito!
Eu olho no espelho e admiro a minha própria paixão pelo todo! Ponto que me permite enxergar aquelas tantas barras num só lugar aqui dentro.

Já disse, os nomes não convém, apesar da contradição.

O que define essa contradição é a incógnita. Que é a dúvida em meio às certezas todas!

É, eu disse também que esse texto é confuso, conturbado e misturado, pois não surgiu espontaneamente sobre um determinado assunto. Mas não se assuste, nem se afaste. Ele surgiu do desejo.

De um simples desejo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s