Aos poucos.

Aos poucos encontrei meus princípios espalhados aqui dentro. Eu sou bagunçado mesmo, quando virou tudo de pernas pro ar eu deixei tudo espalhado e não encontrava muita coisa;

Aos poucos ajeitei um tanto e fui lembrando do que me movia;

Aos poucos encontrei músicas, palavras, sentidos, tudo espalhado. E que bagunça;

Aos poucos as coisas se ajeitam. Não sozinhas, preciso dar uma forcinha, claro, mas acabamos encontrando coisas escondidas que nem lembrávamos bem;

Aos poucos recobrei, acordei e levantei;

Aos poucos serei eu de novo;

Aos poucos surge mais um novo eu, de novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s