“Simpricidade”

Eu pensei que fosse eu o empecilho, pensei que precisava ter novas idéias mirabolantes, lugares inusitados, mágicos, enfim, pensei que fosse eu causando tédio na monotonia. Hoje eu enxerguei que talvez não fosse isso.

Tive um dia simples, com pessoas simples e conversas simples, eu te vi ali também, mas não de fato.

Eu me adaptei ao seu padrão de não poder, não estar, não querer e pensei que estivéssemos bem por isso, eu estava.

Hoje, ouvindo as conjugações verbais mais informais e populares “pussívi”, lembrei que eu enxergo em cores, eu vi “muitas cor” nos “dia comum”, tava muito feliz por compartilhá-los, até que acabaram e sua simplicidade desapareceu, eu cheguei a me cobrar as novas e mirabolantes idéias, mas descobri que não fui eu que deixei de “curti o simpres”, hoje eu vi.

Eu não sei lugares mirabolantes, não mediria esforços para encontrá-los, mas me esforço mais em “apruveitá esse basiquím” que deixava tudo mais mágico.

Anúncios

2 comentários em ““Simpricidade””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s