Ah, se soubéssemos.

Ah, se soubesse o que eu sinto por você… Espera, você sabe!

Por que  então eu quero tanto repetir e insistir em de mostrar?
Ah, isso eu não sei.
Mas eu faço mesmo assim.Quero te entregar tudo o que sinto aqui de dentro, e de fora também. Não é de mão beijada, é para beijá-la… Pelo menos a mão.

“Vocês tinham tudo”, eu ouvi.
“Tínhamos não, temos”, respondi.

Não sabemos bem o que fazer com o que sentimos, talvez nem precise, mas fazemos de qualquer forma, sentimos de qualquer jeito.

Vem tudo de um jeito qualquer, agimos num susto também.

Mas eu continuarei a te mostrar esse carinho todo, mesmo que já o conheça em decoro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s